Vivências na alegria da música e no amor de Deus…

Como todos bem sabemos, o Tríduo Pascal, seguido do Domingo de Páscoa e dos 50 dias que seguem este marco da vida cristã, é das alturas mais importantes na vida dos católicos, não só desta comunidade, mas de todo o mundo.

Infelizmente, devido a estas circunstâncias, que são uma novidade para todos, não nos foi possível realizar e celebrar estas manifestações de fé presencialmente. Várias foram as dinâmicas realizadas ao longo deste tempo de recolhimento que nos ajudaram a que, mesmo em nossas casas, nos fosse possível viver um pouco daquilo que estamos habituados a experienciar, física e espiritualmente, nestes dias que antecipam a Páscoa.

Participando com a alegria da música, tocando o órgão e cantando começámos a animar a Eucaristia de uma forma diferente a partir do III Domingo da Quaresma. No início, foi um pouco estranha a ideia de celebrarmos este tempo de Quaresma para uma igreja sem qualquer assembleia presente. Foi uma imagem dura de absorver: um espaço em que todas as semanas dezenas de pessoas se encontram e vivem em conjunto as celebrações, reduzidas a apenas meia dúzia…. Certamente, toda a gente presente na altura sentiu o mesmo e não ficou indiferente..

Ao longo das semanas seguintes até ao Domingo de Ramos, tudo decorreu com a maior simplicidade possível, sempre tentando transmitir a mensagem do dia através de um simples ecrã. Chegada a Semana Santa, começámos a preparar o Tríduo Pascal, ocasiões em que estamos acostumados a ver uma igreja cheia de gente. Também estas celebrações foram diferentes para todos nós, tanto na igreja como em nossas casas. Graças às várias dinâmicas propostas pelo Sr. Padre Artur, foi-nos possível um maior encontro com a realidade simples, mas rica, que estas celebrações nos transmitem. Estes dias não deixaram de ter um pouco da sua “agitação” normal, pelo contrário. Foi-nos pedido mais serenidade, mais silêncio, mais oração e mais escuta, tão propícios desta altura.

Um Tríduo Pascal, vivido intensamente, sentindo-nos amados por Deus e, por isso, cada um de nós pode dizer “Cantarei eternamente a bondade do Senhor”

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: