Podemos vê-l’O na grande luz que ilumina a igreja…

Este ano a minha vivência no tempo de tríduo pascal não foi como esperado.
A Páscoa incita à reflexão e à  introspeção, Jesus sacrifica-se por nós na cruz e, por vezes, na azáfama do dia a dia não o consigo ouvir, todo o stress inunda os meus pensamentos, e na quinta feira foi mais um desses dias…
A sexta feira santa é um dia de silêncio. Como Jesus é grandioso, nunca se desviou do seu caminho mesmo quando soube o quão doloroso iria ser.  Deu a sua vida ao mundo sem pensar duas vezes. Que atitude tão nobre! Tudo isto me faz questionar as mais pequenas coisas, quando muitas vezes tento fugir para a minha pequena bolha porque tudo parece mais fácil.
Um novo ano começa e Deus dá-nos uma nova oportunidade de recomeçar, de podermos com Ele caminhar da escuridão para a luz e podemos sentir isso, de uma forma tão simples e tão bonita, na vigília pascal. Confesso que é das celebrações que mais adoro. Começamos no escuro, da mesma forma que, por vezes, na nossa vida, percorremos caminhos mais difíceis e podemos ver Deus tanto naquela chama pequenina que ilumina a vela ou como quando olhamos melhor e o podemos vê-l’O na grande luz que ilumina a igreja.

Rita Gonçalves

Quero também registar cmo vivi este ano, pela 1ª vez, o TRÍDUO PASCAL. Com isto não quero dizer que nunca assisti. Não, não é isso. Eu não assistia sempre no mesmo local. Um ano até fui a Braga. Gostei, mas não fiquei para a Vigília. Tudo que assisti na Sé foi muito bom. Quanto à procissão nem tanto. Muito demorado duas horas à espera. Para ver o quê? Muito teatro, muito folclore, muitos artistas (é a minha humilde opinião). Em Espinho três dias de beleza. Ordem, preparação e sentido de religiosidade extrema. Sem pressas, sem falhas…muito bom. Todos os pormenores bem estudados para manter os fiéis em constante oração mental ou oral. Quinta feira santa enquanto o sacerdote subia para dar a bênção à cidade uma voz angelical ia lembrando as palavras de Jesus na Cruz.  Sexta feira santa , Adoração da Cruz. O despojamento das vestes do celebrante, o pôr-se descalço diante da Cruz, comoveu-me. Tanto sentido de humildade……Sábado santo , VIGÍLIA PASCAL. Cerimónia longa, mas tão bela que nem demos pelo tempo passar… Foi simplesmente maravilhoso. Dou graças a DEUS por ter tido esta oportunidade de estar presente e poder viver estas cerimónias em paz.

Bem hajam. JESUS Ressuscitou verdadeiramente nos nossos corações.

Helena Vieira

%d bloggers like this: