Partilha do grupo Peregrinos de Fátima

 

Do Evangelho segundo São Mateus                                                                     MT 20, 25-34

25 Jesus chamou-os e disse-lhes: «Sabeis que os chefes das nações as governam como seus senhores, e que os grandes exercem sobre elas o seu poder. 26 Não seja assim entre vós. Pelo contrário, quem entre vós quiser fazer-se grande, seja o vosso servo; e 27 quem no meio de vós quiser ser o primeiro, seja vosso servo. 28 Também o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida para resgatar a multidão.»

29 Quando iam a sair de Jericó, uma grande multidão seguiu Jesus. 30 Nisto, dois cegos que estavam sentados à beira da estrada, ao ouvirem dizer que Jesus ia a passar, começaram a gritar: «Senhor, Filho de David, tem misericórdia de nós!» 31 A multidão repreendia-os para os fazer calar, mas eles gritavam cada vez mais: «Senhor, Filho de David, tem misericórdia de nós!»

32 Jesus parou, chamou-os e perguntou-lhes: «Que quereis que vos faça?» 33 Responderam-lhe: «Senhor, que os nossos olhos se abram!» 34 Dominado pela compaixão, Jesus tocou-lhes nos olhos. Imediatamente recuperaram a vista e seguiram-no.

Silêncio

Ser peregrino é também ser discípulo e, como discípulo é aceitar caminhar com o Mestre que é Jesus. O caminho que Ele percorre não nos leva a um lugar de honra, a uma vida de prestígio, a um futuro de ouro. O caminho que Jesus percorre e nos convida a seguir sempre como peregrinos, é o caminho do Amor: «Sabeis que os chefes das nações as governam como seus senhores, e que os grandes exercem sobre elas o seu poder. 26 Não seja assim entre vós. Pelo contrário, quem entre vós quiser fazer-se grande, seja o vosso servo; e 27 quem no meio de vós quiser ser o primeiro, seja vosso servo. 

É o caminho de um Amor que nos coloca ao serviço e de conceber a nossa vida como um serviço por Amor. Estamos diante do Filho do Homem que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida para resgatar a multidão. Ele está aqui diante de nós e está diante de tantos homens e mulheres que neste momento também nos servem e servem tantos que necessitam de ajuda. O Filho do Homem continua a servir e a dar a sua vida na pessoa dos enfermeiros, dos médicos, dos profissionais de saúde e assistentes, nas forças de segurança e militares e em tantos outros que nos possibilitam ter os bens essenciais de subsistência.

O Filho do Homem continua a servir e dar a vida para resgatar a multidão na pessoa do peregrino. Este, a exemplo de Maria que apressadamente se dirige para socorrer aqueles que têm necessidade, não é somente aquele que coloca pés ao caminho, mas é aquele que faz da sua vida um caminho, pelo qual os outros possam encontrar a paz, a alegria, o amor, ou seja, possam encontrar Deus.

O Verdadeiro Peregrino está aqui diante de nós: é Jesus! Com Ele aprendemos a caminhar e para onde devemos caminhar. Com Ele não vamos sós nem corremos o risco de nos perdermos ou de ficar para trás, pois, Ele vai à nossa frente para indicar o caminho, ao nosso lado para caminhar connosco e pertence ao “grupo dos últimos” para dar a mão àqueles que caiam pelo caminho, ou caminhando com grande dificuldade fiquem mais para trás.

Ele continua a passar e, enquanto que alguns O seguem, existem outros que estão à beira do caminho, impedidos de ver e assim, com dificuldades para caminhar ou descobrir o caminho para sair das suas vidas feridas e adoentadas. Mas, Ele continua a passar à beira do caminho. 

O peregrino que é discípulo não pode passar indiferente de quem está à beira do caminho, quer este grite por ajuda ou permaneça em silêncio esperando que alguém se aproxime. E não passa indiferente porque é discípulo, porque é peregrino como imagem e semelhança do Peregrino Jesus. 

Que atitude tomar? A mesma de Jesus.

Aproximar-nos e perguntar «Que quereis que vos faça?» e, depois, não hesitar em tocar as suas vidas com compaixão para que o milagre aconteça: a vista seja recuperada e os olhos daqueles que até agora estavam à beira do caminho se abram, para que possam ver o caminho e desejar ardentemente tornarem-se, eles mesmos, peregrinos e discípulos ao encontro de outros.

Proposta de música: Jesus Christ you are my life

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: