Vários meses passaram desde que celebramos a Festa do Acolhimento com as crianças do 1º ano de catequese, mas a missão de hospedar cada um, ao seu jeito, na sua diferença é uma constante dos dias e, por isso, a trazemos à memória.

A guarita foi o ponto de partida para este início de percurso. Uma guarita que, contrariamente à sua figuração habitual, não é um espaço de solidão, mas onde se está alerta, se desperta tudo e todos e onde todos se podem recolher. Não há quem não seja bem-vindo, mesmo que consigo transportem nas mãos a sua humanidade destroçada. Este é o nosso desejo em relação à catequese, que esta seja uma guarita onde se acolhe a família de cada criança, tal como Jesus foi acolhido no presépio… para que também aqui se sintam acolhidos e membros desta família.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: